O Despertar da Força Blu-Ray

Star Wars: O Despertar da Força – Extras do Blu-ray

Por Eduardo Kaneco –

“Star Wars: o Despertar da Força” foi lançado em Blu-ray em 2016, em versões simples e dupla, esta com um disco com aproximadamente 118 minutos de extras. Muitos fãs reclamaram desse lançamento, pois, segundo eles, deveria conter muito mais material adicional.

Abaixo, uma descrição dos extras do lançamento em Blu-ray de “Star Wars: o Despertar da Força”.

Os Segredos de O Despertar da Força: Uma Jornada Cinematográfica

A história da produção de O Despertar da Força, dividida em quatro capítulos. O primeiro se concentra na pré-produção, partindo da decisão de George Lucas de eleger Kathleen Kennedy como CEO da Lucasfilm, e da posterior venda para a Disney. Mostra o momento histórico em que J.J. Abrams é anunciado como diretor do filme, e avança até a contratação de todos os demais artistas. O capítulo 2 aborda as filmagens no deserto de Abu Dhabi, e no estúdio da Pinewood, na Inglaterra, e a primeira visita de Harrison Ford à Millenium Falcum, entre outras cenas marcantes.

No capítulo 3, vemos as filmagens no castelo de Mas, com suas variadas criaturas, em especial a vivida por Lupita Nyong’o. Foca também na recriação de R2D2 e C3PO, e encerra nas difíceis decisões sobre o destino de Han Solo. O último capítulo aborda a filmagem do confronto de Solo e Kylo, e encerra com o retiro de Luke Skywalker.

Esse segmento é o mais rico dos extras, um making of detalhado, muito bem produzido, que dura 1h10min.

O Despertar da História: A Leitura do Roteiro

Esse é o registro da emocionante reunião dos principais atores para a leitura do roteiro. Em sofás espalhados em forma de círculo, Mark Hammill leu as narrações. Durante 4 minutos, assistimos parte da leitura entrecortada por comentário dos principais envolvidos.

Criando Criaturas

O processo de criação das 105 criaturas do filme, a maior parte desenvolvida com animatrônicos, o que proporcionou a sensação do primeiro lançamento de Star Wars. É admirável acompanhar o desenho, a fabricação das fantasias e o resultado final. A computação gráfica também foi usada, mas em menor escala. A duração dessa parte é de 9min30s.

Construindo o BB-8

São seis minutos revelando o desenvolvimento, desenho, construção e manuseio do novo robô da série. Aqui podemos entender como a cabeça de BB-8 consegue manter movimentos à parte de seu corpo.

Diagrama de Uma Batalha: A Luta na Neve

Um capítulo especial sobre a concepção da luta de sabres na neve. A ideia e a construção da floresta nos estúdios Pinewood são revelados durante seus 7 minutos de duração.

ILM: a Magia Visual da Força

Os incríveis efeitos visuais criados pela fábrica de sonhos da Industrial Light and Magic podem ser apreciados em nível mais profundo ao se testemunhar como foram obtidos. Há vários exemplos de com/sem efeitos visuais. Duração: 8 min.

John Williams: A Sétima Sinfonia

O trabalho do músico que compôs a trilha sonora de todos os filmes da série e que aos 83 anos retorna à franquia. Além das reverências de J.J. Abrams e dos produtores, Williams explica suas escolhas enquanto assistimos as cenas. Em quase 7 minutos, entramos um pouco na mente de um criador de trilhas para cinema.

Cenas Inéditas

Provavelmente, este é o segmento que mais frustrou os fãs. São apenas 4 minutos de cenas inéditas, relacionadas a seguir: (i) Finn e o Aldeão (na verdade, devia ser “a aldeã”), (ii) Mensagem de Jakku, (iii) X-Wing se Preparando para a Velocidade da Luz, (iv) Kylo Procura a Millenium Falcon, (v) Perseguição na Neve (a cena mais interessante, sem finalização ainda, onde Rey e Finn são perseguidos em um pequeno veículo voador), (vi) Finn Vai Ficar Bem.

Mudança na Força

As louváveis ações de caridade da Lucasfilm, como doações que davam direito a participar do filme e que foram destinadas à Unicef, ou fundos arrecadados na estreia mundial onde cada artista podia escolher para qual entidade doar. Essa parte dura três minutos. A tradução deste subtítulo está incorreta pois o original é “Force for Change”, ou seja “Força para Mudança”.

Em resumo, o disco de extras vale pelo extenso making of que é o primeiro segmento, principalmente, mas também pelos outros que resgatam o sentimento de nostalgia do próprio filme. Porém, a quantidade de material é escassa se comparada aos extras da trilogia das prequels, que, convenhamos era até exagerada, e cansava por causa dos menus que faziam perder muito tempo. Os menus aqui, são mais objetivos.

O que deixa os fãs ressabiados é que, provavelmente, muitas cenas extras foram reservadas para um relançamento daqui a alguns anos.